Aliança Lapa, Reviver e Rotex unidos no “bando de loucos”


No domingo do dia 30 de Outubro o Rotaract Club SP Aliança Lapa participou do Projeto Futebol do Rotex São Paulo e levou 03 jovens do Reviver ao Museu do Futebol e ao jogo do Corinthians contra o Avaí no estádio do Pacaembu, sendo que para dois deles era a 1º vez que estavam assistindo a uma partida de futebol ao vivo. 

O Rotex SP organiza alguns eventos ao longo do ano voltados para os intercambistas que estão morando em São Paulo. Um deles é Projeto Futebol, no qual participaram 50 pessoas, sendo 25 intercambistas (com idade entre 16 e 18 anos) de diversos países para assistir um jogo entre um grande time e um time de menor relevância.

O projeto é feito há mais de 10 anos e conta com total apoio do Rotary e todos os cuidados são tomados para manter a integridade dos intercambistas. Acreditamos fortemente que esta foi uma ótima oportunidade para que os acolhidos com mais idade, que gostam de futebol, pudessem viver esta experiência.

Diversos Rotex acompanham o grupo, nos últimos anos alguns rotarianos tem acompanhado a atividade e neste ano, em especial, nós do Rotaract Aliança Lapa também acompanhamos. Confiram os relatos do presidente do Rotex e de um dos coordenadores deste projeto, respectivamente:

Queria agradecer de verdade a participação de vocês no nosso projeto, espero que não tenhamos decepcionado em momento algum! Cada vez mais essa parceria de sucesso está crescendo e já percebemos que tem tudo para dar certo! Abraço”. Eduardo Mahtuk M. Neves

Primeiramente gostaria de agradecer a presença de vocês no Projeto Futebol, foi muito bacana, acho que a integração se fez muito bem. Sobre as fotos eu vou publicá-las em breve na nossa página do facebook (facebook.com/rotexsp), se vocês derem um like na nossa página com certeza verão as atualizações e terão acesso aos álbuns de fotos de todos os nossos projetos. Muito obrigado galera e vamos nos falando. Abração”. Akira Pinto Narunorasade Medeiros

Chegamos à Praça Charles Miller às 10h40 e antes do almoço no restaurante “O Torcedor”, visitamos o Museu do Futebol. Tendo sido palco de diversas comemorações de títulos e fatos históricos, como o gol “de bicicleta” de Leônidas da Silva, o Pacaembu tornou-se ideal para sediar o Museu do Futebol. Entre colunas e fundações, nos interstícios da arquibancada do estádio conta-se de forma agradável e contagiante a epopéia do país que se uniu em torno de uma bola.

 

 

 

 

 

Apenas um dos três sócios do Aliança Lapa que participaram era corintiano: o companheiro Ederson Svet. A past president Débora Moraes (são paulina) e o tesoureiro José Lira (palmeirense) literalmente vestiram a camisa e pagaram mico. Lá no Museu do Futebol havia um goleiro virtual para fazermos pênalti e o José conseguiu chutar na trave e na segunda tentativa o “goleiro” defendeu, lamentável… Confiram seu depoimento:

“O dia começou cedo no Pacaembu e foi muito emocionante a visita ao Museu do futebol, o que mais me chamou atenção foi um vídeo no qual o Galvão Bueno comentava do lance de maior emoção na sua carreia, o mesmo descrevia a final da Copa de 1994, quando a Seleção Brasileira ia para os pênaltis com a seleção da Itália, e ele comenta que no ultimo pênalti quando foi anunciado Roberto Baggio, um dos melhores jogadores da atualidade e muito experiente, no seu coração tínhamos perdido o tetra campeonato, pois seria impossível nosso amado goleiro Taffarel (o melhor de todos os tempos), defender o rojão do Baggio.

Foi exatamente neste momento onde aconteceu um milagre para o Brasil, o Baggio Mandou a Bola na lua, o Brasil era TETRA CAMPEÃO Mundial. Identifiquei-me muito com o comentário do Galvão, pois é a primeira lembrança que tenho na minha memória referente ao futebol. Graças a Deus é uma ótima lembrança. Parabenizo novamente os companheiros do ROTEX, em especial o companheiro Aleksander, o qual tornou possível a visita do Rotaract no projeto Futebol. Parabenizo também os companheiros Akira, Eduardo e Luane, que nos recepcionaram com grande alegria, tenho esperança que deste companheirismo em diante os clubes vão se unir cada vez mais”. José Lira

Mas ninguém melhor que corintiano Eder para contar as emoções do jogo:

Sou corintiano, maloqueiro e sofredor graças a Deus…” essa frase exalta bem o espírito do jogo que aconteceu no último dia 30 no Pacaembu.

Tinha tudo para ser um jogo tranquilo, Pacaembu lotado com 36.700 expectadores, o Corinthians vice-líder (naquele momento) contra o Avaí (penúltimo colocado no Brasileirão), com estatísticas ótimas como mandante, cerca de 63% de aproveitamento, mas só tinha uma coisa que todo corintiano sabe: jogo sem sofrimento não é jogo do Corinthians.

Às 16h08 iniciava-se mais um capítulo na história corintiana e logo com ela veio a chuva, ou melhor, a tempestade… mal se conseguia ver os lances e para a tristeza logo aos 12 minutos o Avaí abriu o placar na primeira oportunidade do jogo, com Robinho, em lance no qual os corintianos reclamaram de impedimento. Com inteligência, a equipe visitante se aproveitou do nervosismo alvinegro e da chuva forte no primeiro tempo para manter o placar até o intervalo.

Todos se entreolhavam na arquibancada, principalmente os que não sabem como é torcer para o Corinthians, mas os gritos ecoavam no Pacaembu encharcado, com gritos de “vamos jogar com raça e com o coração…Vai pra cima Timão”, “Aqui tem um bando de louco, louco por ti Corinthians”, os corintianos viram o 1º tempo acabar em 1X0 para ao Avaí, mas sabíamos que isso mudaria e do jeito que gostamos… com muito SOFRIMENTO. O empate saiu de uma jogada maravilhosa e concluída por Emerson Sheik, 1×1, mas não podíamos empatar esse jogo.

 

 

 

 

 

Em um jogo de arbitragem contestada, não houve lance mais polêmico do que o do segundo gol feito por Liedson para a alegria dos 36.700 torcedores do Pacaembu e mais de 30 milhões de corintianos, acabando em 2×1. Ao apito final, vimos o placar do Vasco que empatou em casa e com isso assumimos a liderança.

Isso é Corinthians! Corinthians é sofrimento, é raça e com certeza aqueles que viram pela 1º vez um jogo de futebol, aqueles pais que levaram seus filhos que estavam em dúvida para qual time torcer saíram do Pacaembu com um sorriso no rosto, pois certamente todos nunca se esquecerão desse episódio e farão parte do bando de loucos que torcem pelo Corinthians.

Para conferir outras fotos clique aqui.

Rotaract Club SP Aliança Lapa

Esse post foi publicado em Abrigo Reviver, Aliança Lapa, Projetos, Rotaract, Rotex e marcado , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Aliança Lapa, Reviver e Rotex unidos no “bando de loucos”

  1. Reinaldo disse:

    Literalmente “Show de bola”.

  2. Mário Campos disse:

    Pena que o time grande sofreu uma virada do time que foi reconhecido como pequeno pela FIFA.

    Brincadeira! Fico muito feliz por vocês! Parabéns pela ação!

    Um abração!!!!!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s