Buenos Aires, mi amor!


Apesar de todas as rixas existentes entre “brasileños y hermanos”, que atire a primeira pedra quem nunca fez planos ou já não foi para a capital “porteña” e se maravilhou com sua simpatia e atmosfera cultural.

Como nós, do Aliança Lapa somos mortais, assim como você, também fizemos nossos planos que concretizamos no começo de julho deste ano.

Nosso companheiro José Jaconias trouxe a vontade de conhecer Rotaractianos de um outro país, de integrarmos as realidades e conhecimentos. Foi então que iniciou-se o processo de planejamento para que a viagem à algum país fosse viabilizada. Por logística, $$$$$ e tempo, Buenos Aires foi a localidade escolhida por todo o clube para realizarmos esta vontade e experiência.

Ficamos entre os dias 06 a 09 de Julho e o principal objetivo da viagem, além de fazer um companheirismo internacional e de conhecer Buenos Aires, era conhecer e trocar experiências com rotaractianos locais. Pessoas que vivem e tem uma realidade diferente da nossa, experiências diferentes, projetos diferentes, desafios diferentes.

Do lado do turismo a viagem foi ótima. Conhecemos as principais atrações turísticas da cidade (na verdade eu mostrei, porque já conhecia e levei a trupe pra passear), comemos boa carne, churros e, claro, curtimos a vida noturna.

Do lado da vivência em Rotary, fizemos contato com dois clubes da cidade e acabou por se concretizar um ótimo companheirismo com o Rotaract Club Parque Chacabuco de Buenos Aires | Distrito 4890. Eles nos ofereceram, na casa de uma de suas sócias, um ótimo “assado”. No evento estavam presentes mais de 20 rotaractianos do clube, além dos 07 membros do Aliança Lapa.

Passamos uma tarde incrível onde pudemos nos conhecer melhor, contar histórias, conhecer as diferenças e semelhanças culturais dos dois países, bem como as peculiaridades enfrentadas pelos clubes no desafio de “fazer rotaract”.

Para mim o papo com os “hermanos” teve dois pontos principais:

  • O primeiro foi quando uma das meninas do Aliança Lapa comentou que era incrível o quanto nós estávamos nos dando bem apesar de nem nos conhecermos… O Fran (ex-presidente deles) logo emendou: “Mas é claro. Nós estamos unidos por uma instituição internacional centenária que junta pessoas com o mesmo VALOR. Mais do que objetivos, nós compartilhamos valores, e isso faz nossa relação partir de um ponto muito avançado”.
  • O segundo destaque foi para as dificuldades que os clubes enfrentam em seus distritos e na relação com o Rotary. Por vezes falta de apoio ou descrédito na capacidade dos jovens em realizar e construir algo. Os dois clubes enfrentam o mesmo problema, o que pode indicar algo que precisa ser trabalhado além das fronteiras paulistas.

Nosso churrasco terminou com a troca de presentes entre os clubes. De nós eles receberam uma cachaça mineira. Deles, recebemos um tsuru (que foi tema da nossa posse) e pins com as cores da Argentina.

Depois desses dias por lá fica a certeza de que o mundo cabe na palma da mão. Reforça minha convicção de ex-intercambista do Rotary de que o mundo é uma ervilha e de que podemos conhecer gente nova, fazer e manter amigos para a vida e comprova que a família rotária tem um potencial IMENSO para conseguir envolver e transformar a humanidade por meio do compartilhamento de VALORES.

Mais fotos da nossa viagem e do nosso encontro com o  Rotaract Parque Chacabuco podem ser vistas no nosso Picasa.

Pedro Prochno

Anúncios
Esse post foi publicado em Aliança Lapa, Companheirismo, Pedro Prochno e marcado , , , . Guardar link permanente.

9 respostas para Buenos Aires, mi amor!

  1. Isabela Cochi disse:

    Essa é a primeira de muitas que estão por vir…MARAVILHOSO!!!!!!!

  2. Parabens ao Rotaract Aliança Lapa por mais esta brilhante atividade! Isso mostra a força de vcs e a internacionalidade do Rotary! Abs a todos.

  3. Gunter W. Pollack - RCSP Perdizes disse:

    Macanudo che!
    Meus parabéns pela iniciativa e mais ainda pela escolha do país.
    Precisamos acabar de uma vez com a rivalidade idiota entre “irmãos”.
    Devemos juntar forças para vencer os desafios do futuro.
    Vamos vencer os preconceitos, a incongruência de políticas interesseiras, os nacionalismos exacerbados.
    Vivi dos 18 aos 21 anos na Argentina (1948-1952), então mais evoluída e conhecida do que nosso país http://migre.me/aqmvG.
    Hoje a situação é diferente – somos a 5° maior economia – porém o que importa é darmos os mãos e andarmos juntos.
    Aplausos ao Rotaract Aliança Lapa!

  4. Pingback: Voluntário do Rotaract Espro promove companheirismo com Rotaract na Argentina « ……Rotaract Club de São Paulo Espro……

  5. Pingback: Voluntário do Rotaract Espro promove companheirismo com Rotaract na Argentina « ……Rotaract Club de São Paulo Espro……

  6. Pingback: Brasil e Argentina: companheirismo gera projeto internacional | Blog do Aliança Lapa

  7. Pingback: Aliança Lapa representará o Distrito 4610 na CONARC 2014 | Blog do Aliança Lapa

  8. Pingback: 40ª CONARC | A sensação do “ganhou mas não levou” | Blog do Aliança Lapa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s